sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Água será o recurso mais impactado pelas mudanças climáticas

A água pode ser o recurso natural mais impactado pelas mudanças climáticas, afirmaram especialistas da ONU, no domingo, 7 de fevereiro. Além de problemas como desertificação, enchentes, derretimento de geleiras, ondas de calor, ciclones e doenças transmitidas pela água, como o cólera, a crise da água ainda pode causar conflitos em diversas regiões do planeta.

"As principais manifestações ligadas à alta das temperaturas dizem respeito à água", disse em entrevista à agência Reuter o presidente da ONU-Água, Zafar Adeel. Ele coordena os trabalhos relacionados à água entre 26 agências das Nações Unidas, é diretor do Instituto de Água, Meio Ambiente e Saúde, sediado no Canadá e pertencente à Universidade das Nações Unidas.

Parte vital de todos os sistemas naturais e habitats, as perturbações causadas pelo desequilíbrio ambiental podem ameaçar a agricultura e o suprimento de água potável, desde a África até o Oriente Médio.
"E isso gera potencial para conflitos," disse Adeel ao citar o exemplo de Darfur, no Sudão, que tem seu conflito agravado pelas décadas de secas, desertificação e superpopulação.


Cooperações
Mesmo com a capacidade de gerar guerras entre diversos povos, a carência de água pode servir como pretexto para promover ações de cooperações entre as regiões. "A água é um ótimo meio para cooperações. Costuma ser uma questão desvinculada da política e com a qual é possível trabalhar", defendeu Adeel.

Ele lembrou casos, como o da índia e Paquistão, que colaboraram para gerir o Indo, apesar de seus conflitos de fronteira, e Vietnã, Tailândia, Laos e Camboja, que cooperam na Comissão do rio Mekong.

"Há muito mais exemplos de cooperação internacional bem sucedidos que de conflitos em torno de água", reforçou também em entrevista à Reuters, Nikhil Chandavarkar, do Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU e secretário da ONU-Água.

"Estamos tentando aproveitar os exemplos bons de cooperação, como o Mekong e o Indo. Mesmo quando havia hostilidades entre os países em volta, os acordos funcionaram", completou.

Secas por todo o mundo
 Segundo o painel de especialistas da ONU, até 2020, 250 milhões de pessoas na África poderão sofrer ainda mais com a escassez de água. Dados da agência Reuters apontam que a Ásia central e o norte da África ficarão mais secos em função das mudanças climáticas e mais pessoas, além das de 2,8 bilhões atuais, não terão acesso a saneamento básico.


Tudo isso faz do tema algo cada dia mais relevante nas discussões sobre segurança alimentar, paz, mudanças climáticas e recuperação da crise financeira. "A água é fundamental em cada uma dessas discussões, mas não costuma ser percebida como tal", disse Adeel.

Uma alternativa sugerida pelo presidente da ONU-Água é aumentar o gerenciamento da água, contabilizando quanto dela é embutida nos produtos comercializados em todo o mundo. Segundo Adeel, um estudo mostrou que são necessários 15 mil litros de água para produzir uma única calça jeans.

A administração desse consumo, mais uma conscientizar das indústrias sobre o gasto de água, são opções para ajudar a promover a conservação do recurso natural, defendem.


Via > Eco Desenvolvimento.org

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Não serão aprovados os comentários:

* com ofensas ou com palavrões
* não relacionados ao tema do post
* com perfil indisponível (anônimo)

Atenção: Os comentários são moderados, portanto não perca seu tempo enviando ofensas pessoais ao blog ou qualquer pessoa que participe dele, pois não será publicado.

Pedidos de parceria ou publicidade no blog, deverão ser encaminhados através da aba Contato.

  © Verde Visão 2008-2010. Todos os direitos reservados | Template by Dicas Blogger.

TOPO  

BlogBlogs.Com.Br